Campo Grande/MS
#DestaqueMS
05 agosto 2019 - 08h19Por Lívia Machado, Joel Silva

Unidades de saúde da Capital passam a oferecer doses da vacina BCG em cronograma especial

OUVIR

Foto: Divulgação

O ACORDA CAMPO GRANDE começou a semana repercutindo as principais notícias em âmbito local.
 
NOVO CRONOGRAMA DE VACINAÇÃO - A partir desta segunda-feira (5), sete Unidades Básicas de Saúde (UBS) e de Saúde da Família (UBSF) irão disponibilizar, em dias alternados, doses da vacina BCG, que protege contra a tuberculose, em Campo Grande. De acordo com a Secretaria Municipal de Saúde (Sesau), as unidades que ofertam a vacina foram selecionadas pela  Divisão de Imunização da Superintendência de Vigilância em Saúde.

A medida visa aperfeiçoar o uso racional da vacina que tem prazo de validade de 6 horas após a utilização da primeira dose do frasco e a meta é vacinar 100% dos recém-nascidos.

INCÊNDIO MOBILIZA DEZ VIATURAS NA CAPITAL - Um grande incêndio em vegetação mobilizou cerca de 10 viaturas do Corpo de Bombeiros, na tarde de ontem, no Bairro Monte Castelo, em Campo Grande. Os militares demoraram aproximadamente uma hora para combater as chamas. Conforme apurado pela imprensa local, no site Correio do Estado, o fogo atingiu uma área aberta na Avenida Prefeito Heráclito Diniz de Figueiredo, continuação da Avenida Ernesto Geisel. 

Para o combate, além dos caminhões com água, abafadores. As chamas chegaram perto de residências e até de um posto de gasolina que fica na esquina da Rua Rio de Janeiro.

PREVISÃO DO TEMPO PARA ESTA SEMANA – A especialista em meteorologia do Cemtec-Semagro, Franciane Rodrigues voltou ao ACORDA CAMPO GRANDE, para falar das expectativas do tempo para esta semana, depois da frente fria que atingiu todo o Estado. De acordo com ela, a umidade relativa do ar continua baixa em todo Mato Grosso do Sul.

PREÇO DA GASOLINA VOLTA A CAIR – Custando pelo menos R$ 3,984 nas bombas, o litro da gasolina comercializada em Campo Grande fechou a última semana como a quarta mais barata entre as capitais, de acordo com a pesquisa da ANP (Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis) realizada entre 28 de julho e 3 de agosto. O preço mínimo encontrado em 43 estabelecimentos da Capital foi de R$ 3,87, também o mais barato do Estado, e o máximo de R$ 4,29. O litro mais caro foi registrado em Nova Andradina, a R$ 4,649. Já a média no Estado ficou em R$ 4,085.


Entre os municípios do interior, a média mais barata ficou em Dourados, custando para o consumidor final R$ 4,20. A mais cara chegou aos R$ 4,55 em Corumbá. 

 

Deixe seu Comentário

Relacionados

Mais Lidas