Campo Grande/MS
REFORMA NO SENADO
09 agosto 2019 - 08h21Por Lívia Machado, Joel Silva

Senador Tasso Jereissati, relator da Reforma, defende PEC paralela para Estados e Municípios

OUVIR

FOTO: SENADO FEDERAL

 

O senador Tasso Jereissati (PSDB-CE), escolhido relator da reforma da Previdência, já recebeu o texto da Reforma da Previdência aprovado pela Câmara Federal e elogiou o trabalho dos parlamentares. Ele disse que eventuais mudanças devem ser feitas por uma proposta de emenda à Constituição (PEC) paralela.

A proposta foi entregue pelo presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), ao presidente do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP). Agora, caberá a Jereissati apresentar um parecer à Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) sobre a reforma.
 
Segundo Tasso Jereissati, o objetivo é ouvir sindicatos, associações, comunidades e categorias de trabalhadores na próxima semana. Tasso disse ainda acreditar que terá o apoio de todos os governadores para a inclusão dos estados na reforma da Previdência.
 
O relator afirmou também que, na próxima terça-feira (13), haverá uma reunião de líderes partidários para tratar do cronograma da PEC no Senado.
 
Segundo a presidente da Comissão de Constituição e Justiça, senadora Simone Tebet (MDB-MS), o relator poderá entregar o parecer sobre a proposta daqui a três semanas se o texto já estiver pronto.

Simone acrescentou, porém, que vê "grande dificuldade" em o prazo de 45 dias, previsto pelo governo para concluir a votação, ser cumprido.

 
A senadora Eliziane Gama, líder do cidadania criticou a pressa para a aprovação da pauta.
 

Mais um ponto importante relatado no dia de ontem, foi sobre a possibilidade de incluir o sistema de capitalização na PEC paralela, Tasso afirmou que esse tema ainda não foi discutido, mas que “alguns senadores” defendem a ideia.

 

Deixe seu Comentário

Relacionados

Mais Lidas