Campo Grande/MS
VALE DE LÁGRIMAS
01 fevereiro 2019 - 10h59Por Michael Franco

Presidente da Vale diz que sirene de alerta não tocou porque foi engolfada pela lama de Brumadinho

Até agora, são 110 mortos e 238 desaparecidos. 71 corpos já foram identificados

OUVIR
O diretor-presidente da Vale, durante entrevistasobre rompimento de barragem (Foto: Tomaz Silva/Agência Brasil)

Há uma semana, a cidade de Brumadinho, em Minas Gerais, era tomada pela lama da barragem da Vale que se rompeu. Desde então, equipes de resgate de várias partes do país trabalham incansavelmente nas buscas pelas centenas de pessoas que foram atingidos pelo mar de lama. Até agora, são 110 mortos e 238 desaparecidos. 71 corpos já foram identificados.

Certamente esse número poderia ser bem menor caso a sirene de alerta tivesse alertado os moradores sobre o rompimento da barragem, Mas não foi o que aconteceu. O presidente da Vale, Fabio Schvartsman, afirmou que a sirene foi "engolfada" pela lama porque a barragem se rompeu muito rápido.

O presidente da Vale se reuniu com procuradores na sede da Procuradoria-Geral da República, em Brasília, com a presença de Raquel Dodge. Após o encontro, Fabio Schvartsman disse que a intenção da Vale é acelerar ao máximo o processo indenizatório das famílias das vítimas.


Ouça todos os detalhes na matéria completa:

Deixe seu Comentário

Relacionados

Mais Lidas