Campo Grande/MS
SABOR DE MEL?
07 dezembro 2018 - 09h17Por Michael Franco

Pastora Damares é confirmada para comandar Ministério da Mulher, Família e Direitos Humanos

Apesar da posição conservadora, Damares disse que haverá forte enfrentamento à violência e ao preconceito sofrido pela população LGBT

OUVIR

O governo Bolsonaro fez um dos anúncios mais polêmicos até o momento: a pastora evangélica Damares Alves vai comandar o Ministério da Mulher, Família e Direitos Humanos. Ela é advogada e assessora do senador Magno Malta, do PR, um dos maiores aliados do presidente eleito. Ele, inclusive, foi o "quase-ministro" dessa pasta.

Também ficou decidido que esse ministério vai abrigar a Funai - que passou os últimos dias como uma bola de vôlei, indo de mão em mão, de um lado pro outro. No entanto, a medida desagrada parte dos indígenas. Cerca de 80 índios de várias etnias inclusive foram à sede do governo de transição cobrar que a Funai permanecesse vinculada ao Ministério da Justiça.

Damares afirmou que, além da Funai, sua pasta vai abrigar ainda a Secretaria da Infância.

Ouça a matéria completa:

Deixe seu Comentário

Relacionados

Mais Lidas