Campo Grande/MS
SEGUNDA VEZ
07 fevereiro 2019 - 09h20Por Michael Franco

Lula é condenado a 12 anos de prisão por corrupção e lavagem de dinheiro no caso do sítio de Atibaia

De acordo com o Ministério Público Federal, as reformas no sítio teriam sido uma forma de pagamento de parte da propina de pelo menos 128 milhões de reais da Odebrecht e de outros 27 milhões da OAS

OUVIR
Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva foi condenado mais uma vez. Agora, no caso do sítio de Atibaia.
Na última quarta-feira, a juíza substituta Gabriela Hardt, que está no lugar de Moro, decretou 12 anos e 11 meses de prisão ao petista por corrupção e lavagem de dinheiro. Ainda cabe recurso. Outras 12 pessoas foram denunciadas no processo.

A juíza declarou na nova sentença que ficou comprovado que a OAS foi a responsável pelas reformas na cozinha do sítio em 2014. Ela ainda alega que as obras foram feitas a pedido de Lula e em benefício de sua família, sendo que o ex-presidente acompanhou o arquiteto responsável, Paulo Gordilho, pelo menos na sua primeira visita ao sítio.

O arquiteto também teria ido a São Bernardo do Campo, onde o ex-presidente morava, para que o projeto fosse explicado. De acordo com Gabriela Hardt, toda a obra foi feita de forma a que não seja identificada quem a executou e quem foi o beneficiário. De acordo com o Ministério Público Federal, as reformas no sítio teriam sido uma forma de pagamento de parte da propina de pelo menos 128 milhões de reais da Odebrecht e de outros 27 milhões da OAS.

Ouça a matéria completa:

Deixe seu Comentário

Relacionados

Mais Lidas