Campo Grande/MS
80 TIROS POR ENGANO
11 abril 2019 - 08h28Por Lívia Machado, Joel Silva

Justiça Militar prende preventivamente envolvidos na morte do músico Evaldo dos Santos Rosa

OUVIR

Ao participar de uma audiência pública na Comissão de Relações Exteriores e Defesa Nacional da Câmara dos Deputados, o ministro da defesa, general Fernando Azevedo e Silva comentou a ação de militares do Exército que culminou no fuzilamento do carro de uma família e a morte do músico Evaldo dos Santos Rosa em Guadalupe, no Rio, no último domingo. 
 
Apesar de considerar o fato como um ‘lamentável incidente’, o general ponderou dizendo que foi um fato isolado no contexto das operações militares no país. 
 
Na tarde de ontem, a juíza Mariana Campos, da Primeira auditoria da Justiça Militar, decidiu pela conversão da prisão temporária em preventiva de 9 dos 10 militares presos por participação na morte de Evaldo da Silva. O único que terá liberdade provisória será o soldado Leonardo Delfino, o único que, segundo os depoimentos, não atirou. Segundo ela, houve descumprimento das regras militares como define o código militar.
 

Deixe seu Comentário

Relacionados

Mais Lidas