Campo Grande/MS
CASA DO JOÃO
18 dezembro 2018 - 09h10Por Michael Franco

Defesa de João de Deus pede habeas corpus e prisão domiciliar enquanto ocorre investigação

O advogado afirmou que o médium tem idade avançada, saúde delibitada, além de não oferecer risco à sociedade e os efeitos ruins da prisão seriam minimizados

OUVIR
Reprodução - TV Globo

A defesa de João de Deus entrou com um pedido de habeas corpus na Justiça pra que o médium fique em prisão domiciliar enquanto é investigado. Entre os argumentos está a idade, já que o preso tem 76 anos, e a saúde debilitada. O advogado dele, Alberto Toron, afirmou que essa medida não ofereceria risco à sociedade e os efeitos ruins da prisão seriam minimizados.

Desde que João de Deus se entregou à polícia, o número de denúncias de abuso sexual contra ele não para de crescer: já são mais de quinhentas. Há relatos de supostas vítimas de 6 países e vários estados brasileiros.

Por enquanto, o Ministério Público já ouviu 30 mulheres e a Polícia Civil colheu o depoimento de outras 15. João de Deus é investigado por estupro, estupro de vulnerável e violação sexual mediante fraude. Além dos crimes de cunho sexual, o MP e a Polícia Civil também apuram se houve conivência de outras pessoas e denúncias de lavagem de dinheiro. Foi o que disse o promotor de Justiça Luciano Miranda.

A defesa também nega o envolvimento de João de Deus nesses crimes. Pro delegado André Fernandes, essas outras investigações podem resultar em novos pedidos de prisão contra o médium. Ouça a matéria completa:

Deixe seu Comentário

Relacionados

Mais Lidas