Campo Grande/MS
Presida do Amanhã
23 agosto 2018 - 09h31

Ciro rebate críticas de Temer, Alckmin aposta em segundo turno com Bolsonaro e Marina não vê herança de votos de Lula; confira o dia dos candidatos

OUVIR

O Café das Seis da Rádio Globo Campo Grande traz diariamente o quadro 'Presida do Amanhã', com as principais notícias e agendas do dia a dia dos candidatos à presidência da República. Acompanhe o que mais chamou atenção nesta quarta-feira (22):
 
Ciro Gomes (PDT) participou de uma sabatina na Rádio Globo e rebateu críticas recebidas de Michel Temer, que o chamou de pigmeu político. Tratou o fato como uma medalha. Geraldo Alckmin (PSDB)  comentou ainda que acredita no segundo turno contra Bolsonaro, pois o candidato do PSL "perde para todo mundo".
 
Marina Silva (Rede) disse durante agenda que não trata o voto da população como herança, quando respondia se herdaria os votos do ex-presidente Lula. Jair Bolsonaro (PSL) afirmou no interior de São Paulo que, se eleito, expulsará os médicos cubanos do Brasil por meio do Revalida. 
 
Fernando Haddad (PT), sempre lembrando de Lula, participou de uma carreata em Aracaju, no Sergipe. Ele ainda disse que dará um "choque" nos bancos. Álvaro Dias (Podemos) esteve em Brasília e culpou a má administração de Temer pela atual popularidade de Lula. João Amoêdo (Novo) adiantou em sabatina que não apoiará ninguém no segundo turno, principalmente Bolsonaro.
 
Guilherme Boulos (PSOL) visitou pernambuco e afirmou que "joga no ataque" e não se preocupa com a baixa intenção de votos nas pesquisas. Henrique Meirelles (MDB) foi sabatinado pela Record e disassociou seu nome ao de Temer. Vera Lúcia (PSTU) fez panfletagem no RJ e defendeu a legalização das drogas. João Goulart Filho (PPL) defendeu a redução de taxas do Banco Central. Cabo Daciolo (Patriota) e Eymael (DC) não tiveram agendas.
 
Confira todos os detalhes com Michael Franco e Lívia Machado:

Deixe seu Comentário

Relacionados

Mais Lidas