Campo Grande/MS
CAFÉ ENTREVISTA
26 novembro 2018 - 11h07Por Michael Franco

Secretário que comanda gestão do Mais Médicos diz que brasileiros ocuparão vagas deixadas por cubanos: 'Praticamente todas preenchidas'

OUVIR

No último dia 14, O Brasil foi surpreendido com a notícia de que Cuba abandonava o programa "Mais Médicos", em decorrências das falas do presidente eleito Jair Bolsonaro, consideradas ofensivas. Desde então a discussão e a polêmica repercutiram por todo o Brasil. Problemas lavantados como a carência de médicos com a saída dos cubanos e o abandono da saúde tomaram conta dos debates. Para esclarecer todos os pontos, o Café das Seis, desta segunda-feira (26), conversou com o secretário de Gestão no Trabalho e Educação na Saúde, Marcelo Mello. A pasta é ligada ao Ministério da Saúde e comanda a gestão do programa Mais Médicos.

Mello comentou todo processo da saída dos médicos cubanos e afirmou que ao contrário das vezes anteriores, os profissionais brasileiros estão dispostos a ocupar as vagas, mesmo nos locais mais distantes. "O governo federal deu uma resposta rápida com um novo edital, feito de uma maneira para evitar desassistência e o médico brasileiro e a sociedade médica deram uma resposta rápida. Estamos com praticamente todas as vagas preenchidas".

Tem dúvida sobre a polêmica do Mais Médicos. Ouça na íntegra a entrevista exclusiva do Café das Seis com o secretário que gere o programa:

Deixe seu Comentário

Relacionados

Mais Lidas