Campo Grande/MS
LUTO EM CÁRCERE
30 janeiro 2019 - 09h13Por Michael Franco

Justiça nega pedido de Lula para ir ao velório do irmão

Na despacho, a juíza entendeu que a decisão final cabe à Polícia Federal (PF), que alegou dificuldades logísticas para realizar a viagem de Curitiba para SP

OUVIR
Foto: Twitter - Lula

A defesa do ex-presidente Lula pediu autorização à Justiça para que ele possa acompanhar o velório e o enterro do seu irmão, Genival Inácio da Silva, que morreu ontem, em São Paulo. O enterro deve ocorrer hoje de manhã.

Esse tipo de saída está prevista na Lei de Execução Penal. De acordo com a lei, a permissão de saída deve ser concedida pelo diretor da unidade onde o preso está detido. Como Lula é preso provisório, pode ser necessária uma autorização judicial, já que ele está detido na sede da Polícia Federal em Curitiba.

O presidente em exercício, Hamilton Mourão, classificou o caso como uma “questão humanitária” e disse não haver problema caso a Justiça permita que Lula deixe a cadeia pra comparecer ao enterro.

A juíza federal Carolina Lebbos, da 12ª Vara Criminal em Curitiba, negou pedido para que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva deixe a prisão para comparecer ao velório do irmão, Genival Inácio da Silva, conhecido como Vavá, que morreu ontem (29), em decorrência de câncer no pulmão.

Na despacho, a juíza entendeu que a decisão final cabe à Polícia Federal (PF), que alegou dificuldades logísticas para realizar a viagem da superintendência da corporacão em Curitiba, onde Lula está preso, até o Cemitério Pauliceia, em São Bernardo do Campo (SP). 

Confira a matéria completa:

Deixe seu Comentário

Relacionados

Mais Lidas