Campo Grande/MS
DIA DA HEMOFILIA
17 abril 2019 - 13h01Por Lívia Machado, Joel Silva

Capital sedia palestra no Hemosul no Dia Mundial do Hemofílico

OUVIR

 

Hoje, 17 de abril é celebrado Dia Internacional da Hemofilia. A data é celebrada todos os anos, em vários países para mostrar a realidade dos que convivem com a doença. De causa hereditária e ainda sem cura, a hemofilia é causada pela falta ou diminuição de algumas proteínas no sangue. 
 
O portador da doença tem sangramentos espontâneos internos e externos, além de possuir retardo no tempo de coagulação sanguínea.
 
Conforme dados da Federação Mundial de Hemofilia, em 2017 existiam no Brasil 12.432 pessoas com a doença, sendo mais de 10 mil hemofílicos com o tipo “A”. Em 2018 Mato Grosso do Sul tinha, aproximadamente, 150 pessoas com a doença.
 
Para chamar a atenção para o assunto, o Hemosul de Campo Grande realiza nessa hoje, às cinco da tarde, uma série de palestras. A ação é uma iniciativa da Associação de Pessoas com Hemofilia de Mato Grosso do Sul (APHEMS).
Conforme a programação, participará do evento o atleta de paratriatlo Willian Aleixo de Oliveira, portador de hemofilia “A” grave e conhecido como embaixador da causa no Brasil. 
 
Haverá ainda palestra com a educadora física, especializada em atendimento educacional e fortalecimento muscular, Gabriela Camargo; com a fisioterapeuta, especializada em pessoas com coagolopatias, Ana Claudia Ribeiro; além da psicóloga Alessandra Devicari.
 
A expectativa é receber até 50 pessoas no auditório do Hemosul. O público alvo são portadores de hemofilia, familiares, profissionais que atendam hemofílicos e imprensa. 
 
 

Deixe seu Comentário

Relacionados

Mais Lidas